terça-feira, 15 de setembro de 2009

Hoje eu acordei pensando...


Numa conversa que tive com uma irmã da minha Igreja estes dias.Falávamos sobre a Igreja,e da visão que meu marido teve sobre uma ceifa que havia sido toda queimada,e ficaram cinzas apenas,porém,por baixo das cinzas haviam brotos novos.Essa tem sido a realidade da obra hoje.
Porém o que tenho procurado inculcar nessa irmã,por ser praticamente meu braço direito ali,é que os brotos novos somos nós,tudo o que nascer daqui pra frente terá a nossa cara e a nossa qualidade,como a genética que passa de pai para filho.Se nascer filhos cegos,vesgos,aleijados,é porque os primários da obra tem tais defeitos,por isso este é o momento exato de buscar mais e mais unção,santidade e intimidade com Deus.
Ela disse que a responsabilidade é minha,pois a pastora sou eu,mas eu sei que a verdade é ,que ainda não me acostumei com esta palavra,o que sei é que pra mim a obra é como um bebe órfão que entregaram em minhas mãos e me mandaram cuidar.O bebe chora,tem fome,tem dores,e eu estou ali cuidando dele,porque realmente quero ser uma boa mãe.Um dia,este bebe resolverá se me chamará de mamãe ou não..
Aí eu vinha meditando,no fato de que meu líder tirou o trabalho de minhas mãos quando tudo ia bem e entregou a outro casal,eu sofri muuuuuito mesmo;em claro português,me senti chutada para escanteio.6meses depois a fidelidade do Senhor criou toda uma circunstancia para que eles abandonassem o trabalho ,sem que eu tivesse nada a ver com isso.
No dia em que Pastor João Olimpio me ordenou reassumir a direção dos cultos,com meu esposo,eu já tinha um não bem redondo para lhe dar,mas momentos antes a Palavra que o Senhor me deu dizia"A frente da honra vai a humildade''.
Humildade não é postura corporal,pode haver muita arrogancia numa pessoa de trajes simples e ombros encurvados.E muita humildade em alguém de postura corporal ereta e finos trajes.Humildade é negar nosso direito de vingança,de resposta,negar nosso ego,nossa carne,para que o todo não seja prejudicado.A Palavra diz que aquele que ama não peca contra seu irmão.Não peca porque pensa primeiro no outro do que em si mesmo,e não peca porque ama seu Senhor e Salvador e não suporta viver sem Ele.
Pai Querido,tudo o que lhe peço é que meu coração transborde de amor por Ti,por meus irmãos e por tua Casa,sem fingimentos,sem vanglorias(porque a palavra em si já se revela uma glória vã),sem hipocrisias...eu quero te agradar,eu sou tua adoradora,eis a marca que carrego,eis o único sobrenome por trás de meu nome.Te amo Paizinho,me adorna com teu dom Supremo,me enche e me esvazia ao mesmo tempo...obrigada quando sou honrada.Obrigada por me fazer capaz de suportar também quando sou humilhada,e me levar a olhar pra Ti.
Eu continuo sonhando teus sonhos,eu quero realizar teus planos.

2 comentários:

Laura Pinheiro disse...

gostei muito do que vc disse: sobre humildade, humildade é matar o nosso eu.

precisamos pedir a Deus para não deixar que nosso "eu" nos atrapalhe de o adorar!

big bjão!

Josemária Carvalho disse...

Nossa que forte!amei esse post ,sem dúvida humildade é exatamente isso que você falou abrir mão do direito de vingança ,nosso ego,nossa carne...
Fik com Deus querida.

SEM FRONTEIRAS

type