quarta-feira, 2 de junho de 2010

Discernimento



Surpreender é quando esperam um suspiro ,e ouvem um grito
e é quando se suspira ao invés de gritar.
quando esperam uma lágrima,e eis o sorriso
quando esperam um lamento,e eis o louvor
quando aguardam ansiosamente a queda,e se levanta
e quando há ressurreição mesmo depois de morto
quando imploram a fraqueza,e vem a força.
surpreender é deixar que pensem saber o que se pensa
surpreender é saber o que pensam,quando eles não sabem
surpreender é receber com fiel ternura mesmo o falso abraço,
e devolver sinceramente o sorriso do lisonjeador
surpreender porque rápido é o calculo de quem tem a mente de Cristo
e veloz o seu olhar
Surpreender nem sempre é mostrar o melhor que há em si
surpreender é justamente quando esperam que se mostre ,e então deixar guardado.
surpreender ao sentir o cheiro da almas
e ver a transparente nuvem do perigo quando se aproxima
é quando a verdade parece mentira
e quando a mentira é igualzinha a verdade
e poder diferencia-las mesmo assim.

1 Coríntios 12:10 E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.

Hebreus 4:12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.


(poesias e reflexões de *Alessandra Barcelos)


Um comentário:

Fernanda Valente disse...

Que oração linda Alê... afinal, todas são lindas e dentro da palavra de Deus. Este é o seu dom... discernir.
Entrei no blog do Eder e confesso que me emocionei demais. Escrevi lá pra você.
Te amo e estamos juntas!

SEM FRONTEIRAS

type