sábado, 6 de novembro de 2010

Portas e pontos


   Hoje fechei algumas portas
   diminuí o barulho do lado de lá...
   as portas existem,
   as abrimos quando queremos que algo entre em nossa
   vida
   e fechamos quando sentimos que já não vale a pena
   ficar
   Hoje coloquei alguns pontos na história
   pontos de exclamação..
   pontos de interrogação...
   era hora do ponto final.
   Hoje não reclamei de nada
   respirei fundo,me alinhei,ergui a cabeça e prossegui
   não deixei recados
   não subi no muro
   não espiei pelo buraco,
   não roguei pragas,
   apenas parti...
   Hoje ainda acredito,
   não é preciso guardar ressentimentos
   ainda caminha o relógio
   ainda giram os ponteiros
   o tempo pode fazer  cair as escamas dos olhos
   e trazer de volta os bons momentos,
   fechei as portas,mas não  as tranquei;
   coloquei  ponto final,mas não escrevi FIM,
   também não mudei de endereço
   se a amizade for sincera,
   sabe bem onde eu móro,
   e hora dessas,voltará para mim.

3 comentários:

Chris Amag disse...

Como dizia o poeta: um bom poema não é aquele que a gente lê, mas o que lê a gente...

Puxa, como já lhe disse, identifico-me muito com os seu poemas, vejo-me neles...

Essa coisa de portas e pontos... Muito interessante...

Ore por mim, por que estou com a porta entreaberta, não sei se fico, se saio ou se simplesmente tiro a porta e coloco uma janela...

Acabei de assistir ao filme "Comer, Rezar, Amar", do livro de Elizabeth Gilbert...

Tirando a parte mística que não faz parte da minha fé, sinto-me sempre à procura de algo...

E chorei quando o filme começa com a primeira oração que Liz faz a Deus... Lindo!

Essa sempre é a nossa primeira procura...

Deus é amor, e tenho certeza que ele vai colocar no meu caminho um grande amor, eterno.

Ore por mim!

Bjs
e obrigada pelo carinho

Chris

Gisley Scott disse...

Profundo....

Me deixaste pensando...

Bjos!

Gisley
cristianismopop.blogspot.com

Michelle Nazar disse...

Alessandra..querida..Renascer e recomeçar devriam ser duas palavras sempre em pauta em nossas vidas, apesar da dificuldade que as acompanham tantas vezes. Belíssimo post..suave e inspirador! Abraços!!!

SEM FRONTEIRAS

type