sexta-feira, 21 de setembro de 2012

As coisas mudaram



Não quero sofrer pelas coisas que mudaram
pois que também mudei.
E nem lametar por aquilo que me encantava
e ja não encanta
pois a muitos,
já não encanto eu .
Trocou-se a pele,
a roupa,
as folhas
eu troquei.
Perderam-se
contatos,
estatus,
amizades,
promessas.
De tudo um pouco se perdeu por falta de olhar constante.
Que haja mais cuidado da próxima vez
pra que nada nos cause estranheza.
E se tiver que mudar
mudemos todos,
juntos,
cúmplices
 e de uma só vez.

(*poesias e reflexões de *Alessandra Barcelos sobre a amizade.)

Um comentário:

Geh Lud e Néry disse...

Hei gostei muito , adorei a forma em que vc escreve ! estou seguindo se puder retribuir ?!
http://solteiricecrista.blogspot.com.br/2012/09/ei-nao-tem-nada-ver.html
Deus te abencoe
bjus geh

SEM FRONTEIRAS

type