quarta-feira, 17 de junho de 2009

Meu ministério nasceu assim...

Bem,depois de muitos anos numa escola ''particular'' com Deus,onde ele me deu ensino teológico e prático do andar com Ele,decidi que queria muito ser pastora.Foi assim:Inquieta,numa madrugada em que me levantei para orar,comecei a me lembrar de como foi a reação das pessoas quando depois de apenas 2 meses de namoro,meu marido e eu estavámos noivos e cogitando nos casar dentro de 6 meses.A primeira reação de minha mãe foi perguntar:''Mas porque tanta pressa em se casar?-detalhe que ela não é evangélica como eu.Minha resposta foi:''Porque ele tem 22 anos e eu 20,nosso namoro não será só de beijinhos,pois nossos corpos pedem mais que isso,e eu não quero pecar contra o meu Deus.''
Diante dessa resposta,minha mãe se calou,e começamos todos a reunir dinheiro,enxoval e providenciar os detalhes para a festa,que foi inesquecível.Nunca me arrependi.Não me casei sabendo tudo,até agora não sei tudo sobre a vida a dois,mas encarei a responsabilidade de ser esposa,dona de casa,a metade responsável pelas finanças,e depois de 2anos mãe.
Na madrugada em que comecei a pensar mais claramente que deveria me lançar no ministério,calculei que muitas pessoas ficariam tão surpresas o quanto minha mãe quando falei de casamento,mas teria que aceitar,pois era um chamado,eu havia alcançado a maturidade espiritual,e devia tomar minha decisão.O que eu queria mesmo era poder fazer diferente as coisas que eu via erradas nas Igrejas,e não podia mudar,porque devia submissão ao pastor daquela obra.é como chegar na casa de alguém e querer decidir a posição dos móveis,onde pendurar um quadro,os horários de almoço e janta,etc;não dá.Nunca teriámos liberdade o bastante para isso.Só na minha casa eu posso decidir,então,no meu ministério,de acordo com o que Deus me revelou e ensinou,eu faria as coisas do meu jeito.Outra coisa que o Espírito Santo me fez lembrar foi de Jacó trabalhando 14 anos para Labão sem que as ovelhas fossem suas;assim estava eu,sempre trabalhando com muito amor no ministério de outros,cuidando de ovelhas que não eram minhas(embora todas as ovelhas sejam mesmo é do Senhor) a mesma pergunta que ele fez ao tio eu fiz a mim mesma:''Quando trabalharei por minha propria casa?''
Decisão tomada,compartilhei com meu marido,que sendo um homem escolhido por Deus prá mim,concordou.Foi assim o início,depois contarei mais um pouco...


5 comentários:

Lilian C. Sobral disse...

Está bem diversificado, viu?? Lindinho mesmo!! Ah... aguardo mais receitas... polenta, nunca comi... mas quem sabe não experimente?? rs

Ah.. aguardo novos posts!!

Bjouxx e na fé!

Juh Muniz disse...

Ahh.. aqui podemos saber mais da sua vida e seu ministério. Um blog mais pessoal.. =]
Adooooorei ^^

Já me tornei seguidooora =]


beeeeeeeeeijinhos alê

Josemária Carvalho disse...

Olá! muito legal seu blog ,estou ansiosa pelo próximo post.

Que Deus abençoe o seu ministério.

Juh Muniz disse...

Alê... não to conseguindo comentar no seu outro blog =/

Lúcia disse...

hummm,que legal! aguardo a próxima parte!!!

SEM FRONTEIRAS

type