domingo, 18 de julho de 2010

Constante


Quando é que eu preciso ser constante?

quando tudo parece ser promissor

minha cabeça esta cheia de planos,

de idéias..

quando o caminho esta fácil e suave?

Quando é que eu devo ser constante?

Quando todos me estendem as mãos

quando as recompensas correm atrás de mim

o Sol brilha forte no céu

e sinto meus lábios adocicados

por delicioso manjar?

Quando devo ser constante

Quando me mostras claramente

teu amor

quando sinto obviamente teu toque

quando tudo são flores,festas e regozijos?

Oh Deus..

quero ser constante

quando as portas se fecham

quando dizes não

quando dizes espera!

Quero ser constante quando estou sozinho

quando me vejo esquecido

quando até o Senhor se cala

e crer é mais que sentir o toque

é confiar em Tua fidelidade

Quero ser constante quando o Sol se esconde

Quando não vejo o fim da estrada

e tudo o que tenho

é um altar e meus joelhos

ao invés de deliciosos manjares

Quero ser constante agora

Quero acreditar hoje

Quero ser fiel nos sonhos e na realidade

e até quando as idéias falham..

Constante,é o que quero ser.

(poesias e reflexões de *Alessandra Barcelos)

Um comentário:

Fabio Faith disse...

Tambem quero ser constante!

SEM FRONTEIRAS

type