sexta-feira, 30 de julho de 2010

Enigmáticas




As velhas folhas em branco me chamam
As palavras,
estão atravessadas na garganta
fora de ordem,
se apunhalam entre si pra saber qual sairá primeiro;
confusas,parecem sem sentido se não forem ordenadas
palavras..são meras palavras
poderosas,são assim as palavras
quando presas na garganta me sufocam
quando nas folhas que antes eram em branco,me aliviam
nem sempre tenho o dom de organiza-las,
e não por lhes faltar um sentido
as vezes as letras se difundem enigmáticas
se eu pudesse escreveria em gemidos
porque são enexprimíveis,
não se expressam com razão humana,
embora sejam doloridos
e só Tu mesmo entenderias o som e a razão
destas palavras,
desprendendo e libertando meu clamor aflito.
(poesias e reflexões de *Alessandra Barcelos)

E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.-Romanos 8:26

Um comentário:

Dea アンドレア disse...

Oi Alessandra, vim retribuir a visita!
Gostei muito daqui
bjs

SEM FRONTEIRAS

type