segunda-feira, 3 de maio de 2010

Cãns


(***cãns:velhice,ano de descanso.)
Um dia quando eu for bem velhinha
quero ter a minha volta meus filhos,netos e bisnetos
quero que eles me olhem com ternura nos olhos
desejo que minhas palavras ainda lhes seja interessante
desejo que em mim busquem conselhos
desejo que se orgulhem em passar adiante as histórias da vovó
Quando eu for bem velhinha,um dia
desejo deixar-lhes uma herança incorrupta
seus nomes escritos no Livro da Vida
suas vidas respaldadas nas promessas
seus destinos abrilhantados pelas vitórias concedidas aos fiéis...
um caminho aberto ante a seus passos.
Desejo que um diga:Eu sou do Senhor
que outro testifique:Eu a Deus pertenço!
Que seus mais audaciosos planos seja viver para Deus
o lugar mais alto que alcancem,seja aos pés do Senhor.
Um dia quando eu estiver bem velhinha
quero ser uma palmeira,
de envergadura firme,olhando o mundo das alturas;
ainda na velhice,quero produzir frutos
quando descer a sepultura,quero deixar saudades
quero deixar um nome,e o Teu por sobrenome;
quero deixar uma bênção após meus descendentes,
até a terceira e quarta geração
e que estas temam,e multipliquem aos que vem depois...
Um dia Senhor,quando eu estiver bem velhinha
ainda vou ser sua menina
ainda serei tua profeta
ainda quero limpa as minhas mãos;
ainda quero puro o meu coração..
Que os anos não me amarguem
Que as lutas não me acovardem
Que rancores,não me habitem
Que a desistência não me conheça...
Um dia,lá na glória
bem velhinha,e de cabelos brancos,
quero ter de novo os mesmos 12 anos
e te olhar nos olhos
e te sentir me amando.
Eu quero lá,receber meu novo nome
que tua boca designará
Que seja Amor ,Justiça,Perdão,Coragem,Compaixão
que me possas chamar ''minha pequena'' outra vez
como um pequeno cristo,
como um legítimo CRISTÃO

Samo 92:
12 O justo florescerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano.
13 Os que estão plantados na casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus.
14 Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos,
15 Para anunciar que o SENHOR é reto. Ele é a minha rocha e nele não há injustiça.

Salmos 71:9 Não me rejeites no tempo da velhice; não me desampares, quando se for acabando a minha força.

Isaías 62:2 E os gentios verão a tua justiça, e todos os reis a tua glória; e chamar-te-ão por um nome novo, que a boca do SENHOR designará.

2 comentários:

Fernanda Valente disse...

querida amiga, também quero viver essa poesia. Quero mesmo. É uma poesia pura de sentimentos, assim como pede o Senhor. Deus te abençoe ricamente nesta terça-feira. Beijos

Laura Pinheiro disse...

oi minha querida amiga, ausente do seu blog e até do meu, sinto saudade do tempo que tinha para atualizar todos os dias meu bloguito, saudade das amizades, saudades dos desabafos, amei sua poesia, acho que daria uma linda canção, minha vida tá meio corrida, e mudei minha net, ta lençtissima, então perco a paciencia!
obrigada por sempre deixar seus recadinho pra mim lá no kut.

um forte abraço, fique com Deus!

SEM FRONTEIRAS

type