sábado, 14 de maio de 2011

Aspereza



Coração dando risadas doloridas
nervosismo extravasado em cada gargalhar..
Os meus olhos como espadas pontiagudas
escondidas na bainha,
tentando não machucar.
Minha voz seca ,revestida de amargura
e eu procuro ficar muda pra não demonstrar.
Eu preciso
daquele  Teu carinho
como pétala entre espinhos
minh' alma  a tocar.
Eu preciso do teu sopro poderoso
destruindo as fortalezas
Restaurando a  esperança
devolvendo  a confiança
e me pondo em liberdade pra te adorar.

''Até no riso o coração sente dor e o fim da alegria é tristeza.''Provérbios 14:13

poesias e reflexões de

3 comentários:

Ricardo Silva disse...

há momentos na vida em que tudo o que precisamos é da presença de Deus em nossas vidas. E como é gostoso senti-lo por perto.

Yasmine Lemos disse...

Poema lindo e triste.
a assinatura ficou ótima! beijo

Obr, Ana carla cardoso disse...

adorei o blog da senhora
que Deus venha lhe usa ainda mas
confira o meu blog
mulher de fé nada teme!
www.nyacardoso.blogspot.com
na fé

SEM FRONTEIRAS

type